Eu quero que você faça algo por mim quando você definir seu próximo (ou primeiro) destino viajando pelo mundo: quero que você leve um par de palitos e coloque-os entre as pálpebras!

Quero isso porque quero ter certeza de que você irá manter seus olhos bem abertos!

Ok… Na verdade não é necessário fazer isso… Não é uma prática muito segura. Mas disse isso pois quero que arranje forma de mantê-los atentos! Não quero más interpretações aqui…

Se eu pudesse encontrar uma maneira de fazer o mesmo com a mente com o coração, com certeza eu iria pedir isso também! Na verdade, se eu tivesse um cargo importante nos serviços de imigração em aeroportos ou então na emissão de vistsos, eu tornaria isso um dos requisitos de viagem.

Para mim, acho um pouco bobo que eu mesma tenha que sugerir isso, mas estou constantemente incomodada com a quantidade de pessoas que continuam fazendo suas viagens usando chapéus de ignorância.

É simples:

Quando você viajar, fale com aqueles que vivem no lugar que você está conhecendo. Descubra um pouco sobre sua vida e cultura. Olhe para suas casa, suas roupas, os alimentos que comem, veja como eles se deslocam para o trabalho e que tipo de serviço é que eles fazem… Aliás, saiba também até que horas é que eles trabalham.

Questione, seja curioso! Use essas informações e tente entender como as culturas são umas diferentes das outras. Perceba semelhanças e diferenças.

“Imagine por um segundo que você estava vivendo a vida deles. O que você sente? Ciúmes? Gratidão? O que você faria se estivesse no lugar dessas pessoas? Sua vida seria mais fácil ou mais difícil? O que é que isso significa para você? Que você tem sorte e é privilegiado ou que eles é que tem sorte e são privilegiados?”

Agora que você manteve seus olhos bem abertos, mergulhou na vida de outras pessoas, questionou, respondeu e refletiu… O que você aprendeu? O que é que essa reflexão ensinou a você sobre a vida e sobre o mundo em geral?




Acredito que tudo o que você experimentou o tornou uma pessoa mais tolerante, mais compreensiva, gentil e que deseja transformar o mundo em algo melhor. Acredito também que o sentimento de gratidão tenha passado a estar presente em sua vida e que você tenha pensado em muitas maneiras de expressá-la para o mundo.

Li um post em um blog gringo que, basicamente, dizia: não, nem todo mundo pode viajar. Além de eu ter feito uma reflexão sobre isso aqui no VPO e citar exemplos de situações onde as pessoas não possuem recursos financeiros para viajar, a autora vai além e também fala sobre outros problemas: muitas pessoas não tem acessos a outros países por causa de suas nacionalidades.

Nem todo mundo pode sair de onde vive simplesmente com um passaporte e um pouco de dinheiro. Elas precisam de vistos e autorizações dos países de onde são e para onde querem ir. Somos, então, sortudos: Nascemos em um país que nos permite ir e vir e somos bem vistos lá fora. Estamos em vantagem pois “só precisamos” fazer imensos sacrifícios para juntar nosso dinheiro para ir!

Favorite essa ideia e a compartilhe com os amigos. Coloque esse pensamento em prática em sua nova viagem ou até mesmo em sua rotina. #gratidão


VIAJE COM O BLOG

HOSPEDAGEM: Booking | Hotels.com HostelsclubGanhe R$ 130 com Airbnb

SEGUROS-VIAGEM: Seguros Promo – 5% de desconto com cupom VOUPRAONDE5

ATRAÇÕES E INGRESSOS: Get Your Guide | Viator

PACOTES DE VIAGENS: CVC | PASSAGENS DE TREM: Rail Europe 

PASSAGENS AÉREAS:Latam | Voopter | Viator | ALUGUEL DE CARROS: Rent Cars

Relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *