Cześć!

Cracóvia, localizada no sul da Polônia, possui cerca de 850.000 habitantes e foi fundada no ano 700, sendo capital do país entre 1320 até 1596. É conhecida como o “Tesouro da Polônia” e está nas margens do rio Wisła. Já fez parte da Austria e foi invadida por diversos povos, entre eles os mongóis.

A UNESCO fez de seu centro histórico patrimônio da humanidade.

Cracóvia é sede de uma das mais prestigiosas universidades europeias, a Uniwersytet Jagielloński, fundada nos anos de 1300.

Mercado

É uma cidade mais visitada que Varsóvia, capital do país. Cracóvia está no roteiro de turistas que desejam chegar até Auschwitz, o mais famoso campo de concentração da Europa. Falaremos um pouquinho sobre ele amanhã. Fiquem ligados.

Leia também: Como transformar seus tickets em ímas de geladeira!

Cracóvia também foi capital do governo geral nazista durante a II Grande Guerra. Abriga a famosa fábrica de Oskar Schindler. É possível visitar diversos lugares citados no livro/filme na parte judia da cidade.

É possível conhecer as partes mais interessantes da cidade em cerca de 2-3 dias. É sobre ela que falarei hoje.

Vias da Cidade Velha




Diz a lenda que Cracóvia foi construída sobre a caverna onde vivia um dragão, que o fundador da cidade matou. É por isso que às margens do rio Wisła e perto do Wawel Castle (um dos pontos mais famosos da cidade <3) existe a estátua de um dragão.

Estátua do Dragão

Visitantes podem começar a conhecer Cracóvia pela Stare Miasto, que significa “cidade velha” em polonês. Lá estão construções seculares como igrejas góticas e a gigantesca Praça do Mercado (Rynek Glówny).

Nesta praça está a Basílica de Santa Maria (Kosciól Mariacki). Sua fachada de tijolos e torres assimétricas é espetacular, mas seu interior é ainda mais maravilhoso e deslumbrante.

Basílica de Santa Maria

É possível visitar o Mercado onde é possível encontrar muitos produtos típicos da Polônia e souvenirs para levar para a casa <3.

Vale a pena conhecer também o Barbican – uma torre defensiva que protegia uma das portas da cidade, a de São Floriano, a igreja gótica de Corpus Christi, o templo barroco de Pedro e Paulo e a escura igreja de Santo Estanislau, o primeiro santo polaco. Nesta última, um pouco fora do centro, encontra-se um tipo de panteão nacional, onde estão as tumbas de várias figuras nacionais de renome.

Cracóvia foi uma cidade muito importante durante a II Guerra Mundial. Foi em um de seus bairros que se formou o “gueto judeu”. A população judia viveu na Vila de Kazimierz, fundada no século XIV. É possível visitar o local, que hoje possui diversos restaurantes e cafés. Alguns estabelecimentos ainda possuem dizeres em hebraico. É possível visitar sinagogas no ‘bairro judeu’ de cracóvia.

Wawel Castle

O ponto que mais gostei da cidade foi o Wawel Castle (Castelo de Wawel). Aconselho reservar pelo menos meio dia para visitar esse lugar. embora todas as atenções estejam voltadas para a catedral e a área do palácio, que contém os Apartamentos Reais Privados e os Salões de Estado, seus jardins são maravilhosos no verão e a vista do lugar é maravilhosa.




A catedral no castelo é onde estão sepultados religiosos e antigos monarcas polacos. Destaque para a capela de Sigismundo, que guarda o corpo dos reis Sigismundo I e II, e o mausoléu de Santo Estanislau. Como Cracóvia já foi capital da Polônia entre 1038 a 1569, lá estão os restos de 39 dos 45 monarcas e também alguns heróis nacionais, como Tadeusz Kosciuszko, e poetas, como Adam Mickiewicz.

Já a área do palácio é um “tour” por uma série de aposentos com uma serena decoração. Muito além da simples ostentação, os amplos e claros salões que envolvem o grande pátio dão uma clara noção de nobreza e poder.

Cracóvia está a cerca de 300km da capital Varsóvia e 80km de Katowice. É possível chegar até Cracóvia de carro, trem ou ônibus quando já se está dentro da europa. Fica a dica para compra das melhores passagens por dentro da Europa: O Go Euro!

A Companhia Polski Bus oferece um serviço excelente de ônibus para cidades polonesas e de países da região.

Fiquei hospedada no Atlantis Hostel e indico. Uma localização ótima perto do bairro judeu e da cidade velha.

Relacionado

2 thoughts on “Cracóvia – O Tesouro da Polônia

  1. Ola,
    Obrigado pelas suas dicas, irão ajudar muito.
    Estou indo em Outubro/2017.
    Preciso de uma ajuda, talvez você consiga me ajudar.
    Vou sair de Berlim e indo para Cracóvia de ônibus. Vi três empresas, que são DB, FLIXBUS e PolskBus, sendo a PolskBus a mais barata e o melhor horário (direto e um bom horário), mas tenho lido muitas reclamações dela. Vi que você cita a PolskBus.. Você teve alguma experiência com essas empresas de ônibus ? Obrigado Wagner

    1. Oi, Wagner!
      Tudo bem?
      Que maravilha!!! Você vai adorar e tenho certeza que vai querer voltar!
      Quanto a Polski Bus, eu tive uma experiência muito positiva! Não me lembro agora se fui de Berlim para Varsóvia ou de Varsóvia para Cracóvia com eles, mas deu tudo certo.
      Já viajei com a FlixBus e também foi bem legal! Se estiver em dúvida, veja com a RegioJet! É uma outra empresa mas que também é muito boa, principalmente na europa central e leste! procure suas passagens no site da GoEuro! Eles mostram as melhores opções de preço e rapidez.
      A única empresa de transportes que me deu trabalho foi a Mega Bus. Se atrasaram mais de 4h e o ônibus era muito desconfortável!

      Se precisar de mais informações, não deixe de me enviar um e-mail!

      Se precisar de seguro saúde, não deixe de cotar com o Seguros Promo! Leitor do Blog tem 5% de desconto!
      E por favor, se for usar Booking ou Airbnb, acesse-os através do blog! Assim me ajuda a mantê-lo online!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *