O meu amigo Caio Duarte fez o Post de hoje, sobre a maravilhosa Bruges:

A cidade…

Bruges é uma charmosa cidade belga, capital da província de Flandres Ocidental. Possui cerca de 117 mil habitantes, tem seu centro histórico classificado como Patrimônio Mundial pela UNESCO e foi a capital europeia da cultura em 2002.

É chamada carinhosamente por seus visitantes de “Veneza do Norte”, por causa de seus inúmeros canais que a cercam ou a atravessam, mas também a ligam principalmente com a cidade de Gante. Já foi uma das principais economias da Europa, entre os séculos XII e XV. A cidade era repleta de comerciantes vindos dos quatro cantos do mundo. Até que o rio, que ligava a cidade ao mar, foi assoreado e os navios ficaram sem acesso.




A cidade é um retrato da Europa clássica, com edificações magníficas que retratam os períodos pelos quais a cidade passou ao longo dos séculos, desde do neogótico a Renascença. Os visitantes costumam dizer que a cidade acabou de sair de um conto de fadas.

 

O que fazer?

Bruges está localizada em meio a ruínas de uma fortaleza datada do século IX e seus canais são cercados por moinhos de vento. Diversos passeios de barco são propostos aos turistas, alguns dos quais permitindo chegar aos municípios vizinhos.

A principal atração em Bruges é a cidade em si, pois entre suas edificações magníficas e seus canais, a cidade deixa o romance no ar, por isso é um ótimo lugar para passear entre casais.

Quer perder o medo de avião? Clique aqui.

O centro histórico de Bruges tombado como Patrimônio mundial da UNESCO nos anos 2000 é marcado pela praça central Markts, na qual o Palácio Provincial ocupa destaque com seus nuances neogóticos. A praça é também composta por diversos cafés e restaurantes ideais para uma pausa.

A praça central também abriga o principal marco da cidade, o Campanário, que possui uma visão de “tirar o fôlego” literalmente, pois para chegar ao topo deve se passar por uma escada de nada mais nada menos que 366 degraus, mas não deixe isso te desanimar, pois a vista vale a pena.

 

E mais…

Um outro ponto a ser visitado quando estiver em Bruges é a Heilig Bloedbasiliek, inaugurada em 1157 e conhecida como a Basílica do ‘Santo Sagrado”, pois dentro da igreja há uma relíquia sagrada que possui o sangue de Cristo.

E, como não poderia faltar em uma cidade belga, a Bruges é cheia de diversas lojas de souvenirs, com vários chocolates decorados das mais distintas formas. Vale a pena dar uma entrada, o difícil é não comprar todas essas delícias.




Menos conhecido, mas  também presentes para os amantes da batata frita a cidade possui um museu da batata frita, que conta um pouco da história dessa especialidade belga. E também o museu  do chocolate  que é um programa mais infantil. Essas atrações valem mais a pena para quem pretende passar mais de um dia na cidade.

Leia mais: Antuérpia – Bélgica

Para passagens de trens e ônibus da Europa, #fikdik: Go Euro

Bruges fica a cerca de 100km de Bruxelas e o jeito mais prático de se chegar até a cidade é pegar um trem da capital pela manhã. A viagem dura cerca de 50 minutos.

Relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *